A campanha do quilo como uma atividade cristã-espírita teve início nos idos de 1952, no Centro Espírita Oriente, hoje conhecido como Grupo da Fraternidade Irmã Scheilla.

Existe a informação de que a Sociedade Espírita Nina Aroeira já realizava essa atividade desde 1949, sob a direção e entusiasmo de um valoroso espírita mineiro, o irmão Machado, e com o nome de Caravana de Alegria Cristã.

Presume-se que tais trabalhos duraram pouco tempo, e infelizmente não foi possível acessar outros registros sobre o assunto.

As cestas básicas são compostas por alimentos conseguidos através do trabalho permanente de voluntários da campanha do quilo. O tarefeiro da campanha do quilo é chamado Campanheiro. Ele sai para a tarefa com a sacola de pano que tem a identificação da instituição. Também é preciso o uso do crachá contendo os dados da casa espírita e o nome do campanheiro, como forma de sua apresentação diante dos lares visitados.

Os campanheiros abordam os moradores dos lares visitados sempre em dupla ou trio, de forma breve e serena. Após o recebimento das doações, distribuem uma singela mensagem de conteúdo cristão que, ao mesmo tempo, guarda o respeito indispensável à opinião e crença dos outros.

É necessário um mapeamento prévio dos bairros e ruas a serem visitados. A gentileza, a fineza de trato e a discrição no contato com o morador é fundamental para a primeira impressão.

Após encerrar a tarefa, os campanheiros voltam à Fraternidade com os produtos arrecadados e encontram uma equipe para recebê-los. As doações são enviadas para o bazar na Fundação, na segunda-feira pela manhã. Lá é feita a seleção de roupas, sapatos e outros objetos. Toda sexta-feira vêm 50 peças de roupas para serem distribuídas na FEIG.

Para ser um campanheiro é preciso ter disciplina com os horários para o início e o fim da atividade. Aos sábados, a campanha começa às 08:00hs, terminando às 11:00hs, e às 14:00hs, com término às 17:00hs. Domingo também tem campanha, das 08:00hs às 11:00hs.

Os campanheiros se reúnem na FEIG no horário mencionado, onde é feita uma breve abertura da tarefa. É lida uma página de livros espíritas e feita uma prece. Após a prece  cada equipe se direciona para seu bairro e começam a caminhada. "A caminhada dura, em medida, de 1h30min a 1h50min."

Existem hoje 19 equipes e cada equipe é composta de aproximadamente 10 integrantes que caminham sempre “ombro a ombro, lado a lado”, em duplas ou em trios.

Os alimentos que chegam à FEIG  são pesados, selecionados, organizados e distribuídos para mais de 350 famílias, em forma de cesta-básica. Também atendem à tarefa da sopa e o excedente auxilia ainda diversas instituições.

Fonte: http://feig.org.br